História

A origem do município data de meado do século XIX, quando Moises Carlos de França e seu vaqueiro Joaquim Lourenço instalaram-se no local. O povoado permaneceu por muito tempo no isolamento à margem do desenvolvimento, sendo elevado a condição de Distrito somente um século depois de sua instalação, quando em 1951, através da Lei nº. 05, de 20 de junho, foi denominado Distrito de Ponte Alta do Bom Jesus, pertencendo ao município de Taguatinga. Através da Lei 2,134 de 14 de novembro de 1958, o governo de Goiás elevou o Distrito à categoria de município. A exploração de ouro na região e o comercio de gado fortaleceram a economia do município que servia de ponto de passagem das caravanas que por ali passavam. Berço de famílias tradicionais da região sudeste, Ponte alta do Bom Jesus sempre foi muito visitada no período dos festejos de Bom Jesus dos Aflitos, padroeiro da cidade quando inúmeros romeiros e comerciantes se instalam na praça centra da cidade, cujo ponto alto da festa é no dia 02 de julho. Elemento de lista numerada Outros fatos que merece destaque é a comemoração da festa do lavrador que é festejada no dia 1 de maio, onde ocorre inúmeras programações sociais e esportivas. E em 14 de Novembro que é o aniversário da cidade.

Economia

Sua principais fontes de Economia: agropecuária, turismo e geração de energia elétrica. A Economia se limita basicamente na aptidão agrícola que está basicamente voltada para pastagem natural, áreas para pecuária intensiva ou cultura de ciclo curto e longo exigindo modesta aplicação de capital para fazer aplicação de fertilizantes para melhorar a produção das lavouras. Há outras áreas inaptas ao cultivo, servindo apenas como preservação, abrigo para os animais e conservação da flora. Principais Produtos Cultivados: arroz, feijão. Milho, cana-de-açúcar e mandioca.

Image

Como chegar em Ponte Alta do Bom Jesus